sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Jesus no Lar ( prefácio )

Jesus no Lar


Para a generalidade dos estudiosos, o Cristo permanece tão-somente situado

na História, modificando o curso dos acontecimentos políticos do mundo; para a

maioria dos teólogos, é simples objeto de estudo, nas letras sagradas, imprimindo

novo rumo às interpretações da fé; para os filósofos, é o centro de polêmicas

infindáveis, e, para a multidão dos crentes inertes, é o benfeitor providencial nas

crises inquietantes da vida comum.

Todavia, quando o homem percebe a grandeza da Boa Nova, compreende que

o Mestre não é apenas o reformador da civilização, o legislador da crença, o

condutor do raciocínio ou o doador de facilidades terrestres, mas também, acima de

tudo, o renovador da vida de cada um.

Atingindo esse ápice do entendimento, a criatura ama o templo que lhe orienta

o modo de ser; contudo, não se restringe às reuniões convencionais para as

manifestações adorativas e, sim, traz o Amigo Celeste ao santuário familiar, onde

Jesus, então, passa a controlar as paixões, a corrigir as maneiras e a inspirar as

palavras, habilitando o aprendiz a traduzir-lhe os ensinamentos eternos através de

ações vivas, com as quais espera o Senhor estender o divino reinado da paz e do

amor sobre a Terra.

Quando o Evangelho penetra o Lar, o coração abre mais facilmente a porta ao

Mestre Divino.

Neio Lúcio conhece esta verdade profunda e consagra aos discí pulos novos

algumas das lições do Senhor no círculo mais íntimo dos apóstolos e seguidores da

primeira hora.

Hoje, que quase vinte séculos são já decorridos sobre as primícias da Boa

Nova, o domicílio de Simão se transformou no mundo inteiro...

Jesus continua falando aos companheiros de todas as latitudes. Que a sua voz

incisiva e doce possa gravar no livro de nossa alma a lição renovadora de que

carecemos à frente do porvir, convertendo-nos em semeadores ativos de seu infinito

amor, é a felicidade maior a que poderemos aspirar.

EMMANUEL

Pedro Leopoldo, 3 de 1949.
fonte : livro Jesus no Lar

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

do livro Fonte Viva nº 141 RENOVA-TE SEMPRE

141

RENOVA-TE SEMPRE
Ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova, dia a dia.” Paulo. (2ª EPÍSTOLA AOS CORÍNTIOS, capítulo 4, versículo 16.)
Cada dia tem a sua lição.
Cada experiência deixa o valor que lhe corresponde.
Cada problema obedece a determinado objetivo.
Há criaturas que, torturadas por temores con¬traproducentes, proclamam a inconformação que as possui à frente da enfermidade ou da pobreza, da desilusão ou da velhice.
Não faltam, no quadro da luta cotidiana, os que fogem espetacularmente dos deveres que lhes cabem, procurando, na desistência do bom combate e no gradual acordo com a morte, a paz que não podem encontrar.
Lembra-te de que as civilizações se sucedem no mundo, há milhares de anos, e que os homens, por mais felizes e por mais poderosos, foram constran¬gidos à perda do veículo de carne para acerto de contas morais com a eternidade.
Ainda que a prova te pareça invencível ou que a dor se te afigure insuperável, não te retires da po¬sição de lidador, em que a Providência Divina te colocou.
Recorda que amanhã o dia voltará ao teu campo de trabalho.
Permanece firme, no teu setor de serviço, educando o pensamento na aceitação da Vontade de Deus.
A moléstia pode ser uma íntimação transitória e salutar da Justiça Celeste.
A escassez de recursos terrestres é sempre um obstáculo educativo.
O desapontamento recebido com fervorosa cora¬gem é trabalho de seleção do Senhor, em nosso benefício.
A senectude do corpo físico é fixação da sabe¬doria para a felicidade eterna.
Sê otimista e diligente no bem, entre a confian¬ça e a alegria, porque, enquanto o envoltório de carne se corrompe pouco a pouco, a alma imperecí¬vel se renova, de momento a momento, para a vida imortal.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

O Evangelho no Lar ( com fazer )




oras ! se ninguem da sua familia quer fazer ?
começe voce mesmo ! o evangelho do eu sozinho !
e em breve voce verá, talves não todos, mas alguem virá ajuntar-se a voce !!!
boa sorte e que Deus os abençoe !

domingo, 19 de dezembro de 2010

Do Que se Trata o Espiritismo ?

De Que Trata O Espiritismo ?

O espiritismo responde às questões fundamentais da nossa vida, como estas:

• Quem é você?

• Antes de nascer, quem era você?

• Depois da morte, quem será?

• Por que anda neste mundo?

• Por que umas pessoas sofrem mais do que outras?

• Por que alguns nascem ricos e outros pobres?

• Por que alguns cegos, aleijados, débeis mentais, etc, enquanto outros nascem inteligentes e saudáveis?

• Por que Deus permitiria tamanha desigualdade entre seus filhos? Por que há tanta desgraça no Mundo e a tristeza supera a alegria?

• De três pessoas que viajam num veículo - por exemplo - após pavoroso desastre, uma perde a vida, outra fica gravemente ferida e a terceira escapa sem ferimentos. Por que sortes tão diferentes? Onde está a justiça de Deus?

• Por que uns que são "maus", sofrem menos que outros que são "bons"?



Estrutura do Paradigma Espírita

Para estabelecer o paradigma espírita torna-se necessário alinhar os princípios encontrados nas obras da codificação kardequiana, e que se encontram sintetizados em “O Livro dos Espíritos”:

1. Deus: Criador de todas as coisas;

2. Espíritos: seres inteligentes da natureza;

3. Imortalidade da alma: a alma (espírito, pessoa) jamais deixará de existir;

4. Dualidade dos corpos da alma: (corpo físico e corpo perispiritual);

5. Pluralidade das existências corporais: o ser inteligente e imortal passa por uma série de existências;

6. Pluralidade das dimensões espirituais (pluralidade dos mundos habitados);

7. Penas e gozos futuros da alma de acordo com o mérito de cada um;

8. Evolução progressiva moral e intelectual de todos os espíritos, tanto encarnados quanto desencarnados.

9. Ética Cristã: Conjunto dos valores morais cristãos: caridade, humildade, mansidão, compaixão, perdão, pureza, bondade, verdade, honestidade, resignação, esperança, trabalho perseverante, paciência, tolerância, solidariedade, temperança e domínio próprio. O Reino de Deus em primeiro lugar. Tudo isso incluído na busca da santificação progressiva, da verdadeira evolução.

10. Lei de Causa e Efeito: Tudo que o homem semear (de bem ou de mal) ele colherá.

11. Comunicabilidade dos espíritos via mediunidade.

12. Livre Arbítrio: Somos arquitetos de nosso destino.

Mediante os conceitos supracitados entramos no conhecimento do paradigma espírita, o qual representa uma revolução nos padrões espirituais do ocidente. Ele dilata a compreensão da vida e da morte, amplia a fraternidade e a solidariedade entre todos e representa uma realidade mais ampla desconhecida pela maioria das pessoas. Este paradigma, que é a soma dos conceitos básicos do Espiritismo, faz parte das leis da natureza, as quais são leis de Deus.



Princípios Básicos do Espiritismo



• Existência de Deus

• Imortalidade da Alma

• Reencarnação

• Esquecimento do Passado

• Comunicabilidade dos Espíritos

• Fé Raciocinada

• Lei da Evolução

• Lei Moral

EXISTÊNCIA DE DEUS

Deus existe. É a origem e o fim de tudo. É o Criador, causa de todas as coisas.

Deus é a Suprema Perfeição, com todos os atributos que a nossa imaginação possa imaginar e muito mais. Não podemos conhecer a sua natureza, porque somos imperfeitos.

Como que uma inteligência limitada e imperfeita como a nossa poderia abranger o conhecimento ilimitado e perfeito, que é Deus?

Allan Kardec e sua missão

Allan Kardec e sua missãoApós 50 anos de preparação acadêmica e moral, Hippolyte Léon Denizard Rivail seria convocado pela espiritualidade para codificar a Doutrina Espírita.

Em 1854, ouviu falar, pela primeira vez, em mesas girantes. Rivail, que estudara durante muitos anos o magnetismo mesmeriano, acredita tratar-se de um fenômeno magnético. "É com efeito muito singular, - diz Rivail - mas, a rigor, isso não me parece radicalmente impossível. O fluido magnético, que é uma propriedade da eletricidade, pode perfeitamente atuar sobre os corpos inertes e fazer com que eles se movam."

Logo mais tarde o magnetizador Fortier volta a falar com Rivail e lhe diz que as mesas não só se movem, mas pensam, respondem perguntas. O cético Rivail diz a Fortier: "Só acreditarei quando o vir e quando me provarem que uma mesa tem cérebro para pensar, nervos para sentir e que pode se tornar uma sonâmbula."

No início do ano de 1855 o Sr. Carlotti diz a Rivail que, no fenômeno das mesas, há influência das almas dos mortos.

A primeiro de maio de 1855, Rivail presencia uma manifestação espírita. Uma alma evocada pelo magne-tizador Carlotti se comunica através da médium Sra. Roger. A despeito de seu ceticismo, rendeu-se à evidência da comunicabilidade dos espíritos, convencido pela característica inteligente das comunicações. Diz Rivail que "A honradez da médium e a dignidade do magnetizador produziram em mim súbita conversão à Escola Espiritualista. Eu tinha dado um avanço para a Verdade."

A oito de maio Rivail presencia o fenômeno das mesas girantes. "O mais notável acontecimento da minha vida", declara ele.

Rivail passou a freqüentar as reuniões, no entanto não se sentia à vontade, pois enquanto muitos se entretinham a questionar os Espíritos sobre as insignificâncias do mundo material, Kardec se remoía no desejo de transformar aquela mesa numa cátedra. Ele via, ali, uma revelação transcendental, muito além de mera manifestação mecânica.

Uma noite, manifestou-se Zéfiro, declarando-se seu Espírito Protetor. Contou-lhe que o conhecera em uma existência anterior, no tempo dos Druidas, na Gália, quando Rivail se chamara Allan Kardec. Zéfiro revelou a Rivail sua missão de Codi-ficador da Doutrina Espírita, para a qual seria convocado pelo Espírito de Verdade.

Certa feita, perguntou a Zéfiro se lhe era possível evocar o Espírito Sócrates.



Para espanto dos presentes, a resposta foi positiva. "Você já o consulta amiúde mentalmente", diz Zéfiro.

Em seguida, recebem, através da "Tupia", a mensagem de Sócrates: "A verdadeira Filosofia dos Espíritos adiantados só poderá ser revelada ao que for digno de receber A VERDADE."

Semanas mais tarde Kardec pergunta o que deve fazer para receber a missão, e obtém como resposta: "O bem, e dispor-se a suportar corajosamente qualquer provação para defender a VERDADE, ainda que precise... beber cicuta".

Conheça o Espiritismo

Conheça o Espiritismo, uma Nova Era para a Humanidade

Deus

Inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas.

Jesus

O guia e modelo.

Kardec

A base fundamental.

O Livro dos Espíritos

O Livro dos Médiuns

O Evangelho Segundo o Espiritismo

O Céu e o Inferno

A Gênese

"FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO"

Caridade: benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros, perdão das ofensas. (LE. 886)

Doutrina Espírita ou EspiritismoO que é

É o conjunto de princípios e leis, revelados pelos Espíritos Superiores, contidos nas obras de Allan Kardec que constituem a Codificação Espírita: O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese. "O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal." Allan Kardec (O que é o Espiritismo - Preâmbulo).

"O Espiritismo realiza o que Jesus disse do Consolador prometido: conhecimento das coisas, fazendo que o homem saiba donde vem, para onde vai e por que está na Terra; atrai para os verdadeiros princípios da lei de Deus e consola pela fé e pela esperança." Allan Kardec (O Evangelho segundo o Espiritismo - cap. VI - 4).

O que revela

Revela conceitos novos e mais aprofundados a respeito de Deus, do Universo, dos Homens, dos Espíritos e das Leis que regem a vida.

Revela, ainda, o que somos, de onde viemos, para onde vamos, qual o objetivo da nossa existência e qual a razão da dor e do sofrimento.

Fonte



http://www.papoespirita.com.br/

Ainda sobre a proibição de Evocar-se os Mortos Livro dos Mediuns 30 e 31

30. Convirá se procure convencer a um incrédulo obstinado? Já dissemos que
isso depende das causas e da natureza da sua incredulidade. Muitas vezes, a insistência
em querer persuadi-lo o leva a crer em sua importância pessoal, o que, a seu ver,
constitui razão para ainda mais se obstinar. Com relação ao que se não convenceu pelo
raciocínio, nem pelos fatos, a conclusão a tirar-se é que ainda lhe cumpre sofrer a prova
da incredulidade. Deve-se deixar à Providência o encargo de lhe preparar circunstâncias
mais favoráveis. Não faltam os que anseiam pelo recebimento da luz, para que se esteja
a perder tempo com os que a repelem.
Dirigi-vos, portanto, aos de boa-vontade, cujo número é maior do que se pensa,
e o exemplo de suas conversões, multiplicando-se, mais do que simples palavras,
vencerá as resistências. O verdadeiro espírita jamais deixará de fazer o bem. Lenir
corações aflitos; consolar, acalmar desesperos, operar reformas morais, essa a sua
missão. E nisso também que encontrará satisfação real. O Espiritismo anda no ar;
difunde-se pela força mesma das coisas, porque toma felizes os que o professam.
Quando o ouvirem repercutir em tomo de si mesmos, entre seus próprios amigos, os
que o combatem por sistema compreenderão o insulamento em que se acham e serão
forçados a calar-se, ou a render-se.

31. Para, no ensino do Espiritismo, proceder-se como se procederia com relação ao das ciências ordinárias, preciso fora passar revista a toda a série dos fenômenos que possam produzir-se, começando pelos mais simples, para chegar sucessivamente aos mais complexos. Ora, isso não é possível, porque possível não é fazer-se um curso de Espiritismo experimental, como se faz um curso de Física ou de Química. Nas ciências naturais, opera-se sobre a matéria bruta, que se manipula à vontade, tendo-se quase sempre a certeza de poderem regular-se os efeitos. No Espiritismo, temos que lidar com inteligências que gozam de liberdade e que a cada instante nos provam não estar submetidas aos nossos caprichos. Cumpre, pois, observar, aguardar os resultados e colhê-los à passagem. Daí o declararmos abertamente que quem quer que blasone de os obter à vontade não pode deixar de ser ignorante ou impostor. Daí vem que o verdadeiro Espiritismo jamais se dará em espetáculo, nem subirá ao tablado das feiras.



Há mesmo qualquer coisa de ilógico em supor-se que Espíritos venham exibir-se e submeter-se a investigações, como objetos de curiosidade. Portanto, pode suceder que os fenômenos não se dêem quando mais desejados sejam, ou que se apresentem numa ordem muito diversa da que se quereria. Acrescentemos mais que, para serem obtidos, precisa se faz a intervenção de pessoas dotadas de faculdades especiais e que estas faculdades variam ao infinito, de acordo com as aptidões dos indivíduos. Ora, sendo extremamente raro que a mesma pessoa tenha todas as aptidões, isso constitui uma nova dificuldade, porquanto mister seria ter-se sempre à mão uma coleção completa de médiuns, o que absolutamente não é possível.



O meio, aliás, muito simples, de se obviar a este inconveniente, consiste em se começar pela teoria. Aí todos os fenômenos são apreciados, explicados, de modo que o estudante vem a conhecê-los, a lhes compreender a possibilidade, a saber em que condições podem produzir-se e quais os obstáculos que podem encontrar. Então, qualquer que seja a ordem em que se apresentem, nada terão que surpreenda. Este caminho ainda oferece outra vantagem: a de poupar uma imensidade de decepções àquele que queira operar por si mesmo. Precavido contra as dificuldades, ele saberá manter-se em guarda e evitar a conjuntura de adquirir a experiência à sua própria custa.



Ser-nos-ia difícil dizer quantas as pessoas que, desde quando começamos a ocupar-nos com o Espiritismo, hão vindo ter conosco e quantas delas vimos que se conservaram indiferentes ou incrédulas diante dos fatos mais positivos e só posteriormente se convenceram, mediante uma explicação

fonte livro dos Mediuns 30 e 31

Sobre s Proibição de Evocar os Mortos

Deuteronomio    18    v 9 à  14
_______________________
As abominações das nações são proibidas


9 Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações.

10 Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;

11 Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;

12 Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti.

13 Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus.

14 Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa.

________________________________________________
O Céu e o Inferno


por

ALLAN KARDEC





Nesta obra Allan Kardec reafirma o caráter científico do Espiritismo e avalia como ciência de observação, a nova doutrina, enfrentando o problema das penas e recompensas futuras à luz da História, estabelecendo comparações entre as idealizações do céu e do inferno nas religiões anteriores e nas religiões cristãs, revelando as raízes históricas, antropológicas, sociológicas e psicológicas dessas idealizações na formulação dos dogmas cristãos.



CAPÍTULO XI



DA PROIBIÇÃO DE EVOCAR OS MORTOS



Quando houverdes entrado na terra que o Senhor vosso Deus vos há de dar, guardai-vos; tomai cuidado em não imitar as abominações de tais povos; - e entre vós ninguém haja que pretenda purificar filho ou filha passando-os pelo fogo; que use de malefícios, sortilégios e encantamentos: que consulte os que têm o Espírito de Píton e se propõem adivinhar, interrogando os mortos para saber a verdade. O Senhor abomina todas essas coisas e exterminará todos esses povos, à vossa entrada, por causa dos crimes que têm cometido. (Deuteronômio, cap. XVIII, vv. 9, 10, 11 e 12.)(1)





O termo "evocar" vem do latim "evocare" e significa chamar alguém, de algum lugar. No Dicionário Aurélio(2) esta palavra é definida, como chamamento dos seres espirituais e em termos mediúnicos, a evocação intenciona chamar um Espírito para junto de si com algum intuito.



As comunicações entre os homens e aqueles que já morreram bem como as evocações tem lugar em todas as épocas e em diferentes regiões do planeta.



Na China, no Egito desde a antiguidade, se entregavam à evocação dos Espíritos dos ancestrais. Os.Hebreus se entregaram à essas práticas descrita na Bíblia(4) no Deuteronômio. Na Era cristã, entre os primeiros cristãos, há numerosas indicações quanto às comunicações com os Espíritos dos mortos ( Atos dos Apóstolos).



Segundo o Catecismo da Igreja Católica(5) a necromancia ou a evocação dos Espíritos para que revelem coisas ocultas é proibida pela Lei do Antigo Testamento (cf. Lev 19, 31; 20, 6; Dt 18, 11). O Espiritismo, segundo a mesma fonte é um sistema doutrinal que pretende pôr os homens em contacto com os desencarnados, portanto a sua pratica é severamente proibida por Deus.

A Necromancia ou nigromancia foi uma poderosa escola de magia que envolvia a morte e os mortos. O necromante praticava seus atos com rituais e oferendas após desenterrarem um morto recente. A cerimônia se realizava ao redor do corpo, com o intuito de despertar o espírito e questioná-lo sobre o futuro.Cemitérios e tumbas se tornaram assim centros de histórias, lendas de terror e mistério(6). Nos dias de hoje grupos minoritários tentam reviver estes costumes e práticas primitivas para restabelecer esse diálogo, incluindo práticas como a de se deitarem sobre túmulos, ou ainda, jejuarem e depois passarem a noite em um cemitério, vestirem mantos, pronunciando certas palavras, oferecendo incensos, dormindo sozinhos no cemitério, a fim de que uma pessoa morta lhe apareça e se comunique em sonhos e respondendo o que porventura quer saber.

Uma das mais citadas práticas de necromancia foi realizada no século XVI, em Walton-Le-Dalo, Lancashite, por John Dee, um conhecido e respeitado matemático que desenvolveu um grande interesse no ocultismo. Foi esse interesse que causou sua própria morte. Dee estudou na Universidade de Cambridge na Europa. Escreveu numerosos livros matemáticos complexos. Um desses era o estudo do calendário, outro era os avanços da ciência de navegação. Esses trabalhos fizeram-no Professor de Cambridge. Em 1550, com seus 24 anos de idade, Dee se dedicou a astrologia e à necromancia. Lendo horóscopo de homens e mulheres da nobreza. Foi acusado de heresia e de tentar assassinar a Rainha Mary pela Magia Negra(5).



Segundo a Bíblia Sagrada, ( Editora Vozes)(4) " A Necromancia ou evocação dos mortos, é uma prática que supõe a possibilidade de entrar em contato com os mortos e de esses poderem comunicar mensagens do além, a até de aconselhar os vivos em problemas difíceis ". Outras doutrinas evangélicas consideram que "As almas dos mortos, que Deus proíbe evocar, essas demoram no lugar que lhes designa a sua justiça, e não podem, sem sua permissão, colocar-se à disposição dos vivos." Sob essas afirmações deduzem que se Deus não permite e o Espiritismo evoca, os Espíritos que se apresentam nessas evocações são demônios.



Estas posturas, porém, não encontram apoio no Espiritismo. Na Doutrina Espírita não se exige a presença dos mortos desenterrando seus corpos, nem se evocam Espíritos Superiores ou não, para obter revelações ou buscar informações para benefícios pessoais. As manifestações quando acontecem são espontâneas(7). Allan Kardec responde ás criticas ocorridas na época do lançamento de seus livros, que situavam o Espiritismo e evocação dos Espíritos, no mundo da magia e superstições :-" A troco da própria alma, ninguém os evocava que não fosse para obter favores da sorte e da fortuna, achar tesouros, revelar o futuro ou obter filtros. A magia com seus sinais, fórmulas e práticas cabalísticas era increpada de fornecer segredos para operar prodígios, constranger Espíritos a ficarem às ordens dos homens e satisfazerem-lhes os desejos(8).



Não há equívocos quanto estas palavras, provam de maneira clara que, nesse tempo, as evocações tinham por objetivo a adivinhação, e que delas se fazia um comércio; estavam associadas às práticas da magia e da feitiçaria. Como no Espiritismo a comunicação com os Espíritos não visam a curiosidade, nem obter lucros, vantagens ou mesmo antecipar o futuro, mas sim um desejo de instruir-se, melhorar-se, um sentimento de piedade, aliviando as almas sofredoras; a proibição bíblica não lhes pode ser extensiva. No cap XI do livro Céu e Inferno(1), Allan Kardec discute a intervenção dos demônios nas comunicações espíritas analisando a invocação dos Evangelhos como fazem alguns religiosos como justificativa, em especial em Levítico, Cap. XIX, v. 31, e Deuteronômio Cap. XVIII, vv. 10, 11 e 12. Analisando o papel da Lei mosaica citada na Bíblia comenta : "Há duas partes distintas na lei de Moisés: a lei de Deus propriamente dita, promulgada sobre o Sinal, e a lei civil ou disciplinar, apropriada aos costumes e caráter do povo. ".... " Demais, é preciso expender os motivos que justificavam essa proibição e que hoje se anularam completamente. O legislador hebreu queria que 'o seu povo abandonasse todos os costumes adquiridos no Egito, onde as evocações estavam em uso e facilitavam abusos, como se infere destas palavras de Isaías: "O Espírito do Egito se aniquilará de si mesmo e eu precipitarei seu conselho; eles consultarão seus ídolos, seus adivinhos, seus pítons e seus mágicos." (Cap. XIX, v. 31)Os israelitas não deviam contratar alianças com as nações estrangeiras, e sabido era que naquelas nações que iam combater encontrariam as mesmas práticas. Moisés devia pois, por política, inspirar aos hebreus aversão a todos os costumes que pudessem ter semelhanças e pontos de contacto com o inimigo. "



A lei civil contemporânea pune todos os abusos que Moisés tinha em vista reprimir.As leis se modificam com o tempo, e a ninguém ocorre que possamos ser governados pelos mesmos meios por que o eram os judeus no deserto Se os que clamam injustamente acusam o Espiritismo se aprofundassem mais no sentido das palavras bíblicas, reconheceriam que nada existe de análogo, nos seus princípios, em relação ao que se passava entre os hebreus. O Espiritismo apóia tudo o que motivou a proibição de Moisés, o abuso, o uso indevido a insistência na prática da magia e do comércio.



Nas outras formas de crença inclusive m não há como negar a realidade das manifestações. Como explicar a evocação de Espíritos conhecidos, por exemplo, os dos "Santos" famosos? Ou não serão eles Espíritos que habitaram corpos de carne quando viveram entre nós? E o afastamento dos Espíritos Inferiores através da prática de expulsão?



A doutrina ensinada pelos Espíritos nada tem de novo; seus fragmentos são encontrados na maior parte dos filósofos da Índia, do Egito e da Grécia, e se completam nos ensinos de Jesus Cristo(9).O que há de novo é a explicação lógica dos fatos, o conhecimento mais completo da natureza dos Espíritos, de sua missão e de seu modo de agir; a revelação do nosso estado futuro e, enfim, a constituição dele num corpo científico e doutrinário em suas múltiplas aplicações. Que objetivam a educação do homem, através de testemunhos espirituais visando sua evolução.





Bibliografia:



Kardec, Allan, " Céu e Inferno" capitulo XI



Dicionário Barsa da Língua Portuguesa -Aurélio



Oliveira Martins Mitos Da Religião ( editora MADRAS)



Bíblia Sagrada em CD-ROM, Editora Vozes).



Aula 898 : Catecismo da Igreja Católica



Levi, Eliphas Dogma e Ritual da Alta Magia - [século XIX]. [Trad. Rosabis Camayasar]São Paulo: Ed Pensamento, 1995



Kardec, Allan, "O livro dos Espíritos.Introdução, pg 21 Edit. Instituto de Difusão Espírita, 77a Edição, 1974



Kardec, Allan, " Céu e Inferno" capitulo X item 9 a 15



Kardec, Allan O que é o Espiritismo - Introdução.



Laurelucia Orive Lunardi

Abril / 2005

_____________________
fonte
http://www.cebatuira.org.br/OCeueoInferno/ceueoinfernoabril05.htm

sábado, 11 de dezembro de 2010

inicio de estudo para evengelho segundo espiritismo cap VI aula do 29-10-2010

Biografia de São Luís, o São Luís Rei da França 1226-1270
______________________________________________________

Rei da França (1226-1270) nascido em Poissy, próximo a Paris, em cujo longo reinado revelou suas qualidades de homem justo, humano e valente. Quarto filho de Luís VIII da França e de Branca de Castela, filha do rei Afonso VIII, recebeu educação esmerada, especialmente a partir do momento em que, por causa da morte dos irmãos mais velhos, tornou-se o herdeiro do trono. Após a morte do pai, ascendeu ao trono quando tinha menos de 13 anos de idade, como quadragésimo Rei da França desde o início da monarquia, e o nono da terceira raça, da qual Hugo Capeto foi o tronco. Por ser ainda muito jovem e inexperiente, a rainha-mãe assumiu a regência e se empenhou para superar os problemas que ameaçavam o reino, sobretudo a hostilidade dos nobres à coroa, a revolta dos hereges albigenses no sul do país e a guerra contra a Inglaterra. Branca de Castela conseguiu neutralizar os nobres e assim dedicar-se a suprimir a revolta albigense. Quanto aos ingleses, o próprio soberano tomou a frente quando contava apenas 15 anos e obrigou as tropas inimigas a abandonar a França. Casou-se (1234) com Margarida, filha mais velha do Conde de Provence e de Forcalquier, Raimundo Béranger IV, e de Beatriz de Sabóia, e com ela teve 11 filhos. Quando os ingleses voltaram a desembarcar no continente (1242) expulsou-os outra vez. Decidiu, então, empreender uma cruzada à Terra Santa (1244), para reconquistar Jerusalém e Damasco dos muçulmanos. Organizada a sétima cruzada (1248), a frente de um exército de 35.000 homens e uma frota de cerca de cem navios, desembarcou em Damietta (1248), no Egito, mas com a peste que se abateu sobre suas tropas e a enchente do Nilo, viu-se impedido de prosseguir. Os soldados foram forçados a se retirar, e ele com sua família e os nobres que o acompanhavam foram capturados pelos muçulmanos. Libertado em troca de um resgate, o rei permaneceu no Egito por mais quatro anos, período em que conseguiu transformar a derrota militar numa bem-sucedida negociação diplomática: fez alianças vantajosas e fortaleceu as cidades cristãs da Síria. Com esses feitos, retornou a França (1254), e adquiriu imenso prestígio na Europa, do qual se valeu para conseguir que o rei inglês Henrique III assinasse a paz (1258) e prestasse vassalagem à França. Como governante, tratou de impedir os abusos de seus funcionários e de favorecer o comércio francês. Tornou-se mais famoso, contudo, por seu proverbial espírito de justiça e pelo amor às artes, a quem deu grande impulso e desenvolvimento. Mandou erigir a Sainte Chapelle (1245-1248) em Paris, a Sorbonne e o hospício dos Quinze-Vingts. Extremamente católico, mas sem ser fanático, organizou uma nova Cruzada contra os muçulmanos (1269), mas ao desembarcar em em Túnis, Tunísia (1270), a peste novamente atacou seu exército e ele morreu também atacado pela praga, em Túnis (1270). Um de seus dedos foi trazido para a Basilique de Saint-Denis mas seu corpo ficou enterrado na Tunísia. Foi considerado santo muito antes que a Igreja Católica o canonizasse (1297) através do papa Bonifácio VIII.
___________________________________________________________________________________________________________
fonte http://www.netsaber.com.br/biografias/ver_biografia_c_3452.html
elaborado por  : Eliana , associação espirita discipulo do evangelho ( A.E.D.E. ) 11-2440-9203

domingo, 28 de novembro de 2010

Saudade e Amor

Beneficência é também viver corajosamente com esperança e alegria.

Pensa nos acidentados da alma.
Os que foram atropelados pelas grandes provações nem sempre se reconhecem tão fortes, a ponto de te dispensarem o socorro espiritual.
Caminha reerguendo os corações caídos em tristeza e desânimo.
Rearticula a fé nos companheiros que se perderam do rumo. Se algum deles se marginaliza, auxilia-o a reajustar-se na trilha certa.
Estende as mãos aos que se imobilizaram no sofrimento para que retomem o trânsito natural de quantos se dirigem para a frente.
Para isso, lembra-te de esquecer os argumentos amargos e as reminiscências infelizes.
Fala no bem, encaminha-te para o futuro, interpreta com a luz do amor os acontecimentos da vida e eleva os assuntos para os cimos da compreensão.
Dispões do olhar de simpatia, do entendimento fraterno, do sorriso amistoso, da palavra benevolente; reaquece a confiança nos irmãos que esmorecem ao contato dos problemas do mundo e ajuda-os a refletir na Bondade Divina que nos acolhe a todos.
Não te detenhas.
Caminha avivando a chama da alegria por onde passes.
Se não trazes contigo fontes de consulta capazes de renovar-te os conhecimentos nem podes ouvir, de imediato, os Mentores da Sabedoria que te reformulem o verbo para a exaltação do bem, medita contigo mesmo e perceberás que da erva esquecida no campo aos sóis que resplendem no Espaço Cósmico, tudo te falará de alegria e de esperança na Criação de Deus
______________________________________________________________________________
fonte http://www.mensageiros.org.br/
OFERTA DO GRUPO ESPIRITA OS MENSAGEIROS
MEDIUM F.C.X. livro Algo Mais

domingo, 21 de novembro de 2010

MISTERIOS OCULTOS AOS SÁBIOS E PRUDENTES

Naquele tempo, respondendo, disse Jesus:
* Vale para os dia de hoje tambem !!
Muitos perguntam:  Porque Deus deixa estas coisas acontecerem ? Onde esta Deus ?
________________________________________________________________

Naquele tempo, respondendo Jesus disse: Graças te dou, ó Pai,


Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e

entendidos, e as revelaste aos pequeninos. (Mateus, capítulo 11,

versículo 25. )

8. Poderá parecer singular que Jesus renda graças a Deus, por

ter revelado esses princípios aos simples e aos pequeninos, que são os

pobres de espírito, e não os haver revelado aos sábios e aos prudentes,

mais capazes, na aparência, de compreendê-los.

É que devemos entender que os primeiros são os humildes,

são os que se rendem às Leis de Deus, e não se consideram superiores

a todo mundo. Os segundos são os orgulhosos, envaidecidos com

o seu conhecimento mundano, que se acreditam prudentes porque

negam a Deus e o tratam de igual para igual, isso quando não se

recusam a admitir a sua existência.

Deus deixa, aos segundos, a pesquisa dos segredos da Terra,

revelando os segredos do céu aos simples e aos humildes, que se

inclinam diante de suas leis.

9. O mesmo ocorre hoje com as grandes verdades reveladas

pelo Espiritismo. Certos incrédulos se admiram que os Espíritos

quase nenhum esforço fazem para convencê-los. É que os Espíritos

se ocupam, de preferência, com aqueles que buscam esclarecer-se

de boa fé e com humildade. Preferem a estes do que aqueles que se

supõem na posse de toda a luz e parecem pensar que Deus deveria

sentir-se feliz de arrebanhá-los, provando-lhes a sua existência.

O poder de Deus brilha nas pequenas coisas e, também, nas

coisas muito grandes. O Pai não coloca a luz sob um apoio, porque

a derrama em ondas por todas as partes. Somente os que se fazem

cegos não a vêem. Deus não quer, a estes, abrir-lhes os olhos à força,

porque eles gostam de tê-los fechados.

A hora, dos que têm os olhos fechados, chegará. Mas é necessário

que antes eles sintam as angústias das sombras e reconheçam nas leis

de Deus, e não no acaso, o que lhes fere o orgulho.

Deus emprega, para vencer a incredulidade, os meios que sejam

mais convenientes, segundo o estágio evolutivo de cada indivíduo.

Não será o incrédulo que prescreverá a Deus o que Ele deva fazer. E é

esse incrédulo que ainda diz ao Pai: “Se me quiser convencer de sua

existência, faça tal ou tal coisa, em tal momento e não em tal outro,

porque esse é o momento de minha maior conveniência”.

Que os incrédulos não se espantem que nem Deus, e nem os

Espíritos que são os agentes de sua vontade, não se submetam às

suas exigências. Que se indaguem o que diriam se o último de seus

servidores lhes quisesse fazer imposições.

Deus já criou as suas condições, nas suas Leis, e não se submete

a nenhuma outra. Ele escuta com bondade os que a Ele se dirigem

com humildade, e não os que se julgam mais do que Ele.

10. Deus, dir-se-á, não poderia tocar pessoalmente aos

incrédulos, através de manifestações espetaculosas, perante as quais

o incrédulo mais endurecido teria de se inclinar? Sem dúvida que

Ele poderia, mas que méritos teriam eles e para que isso lhes serviria?

Não os vemos, todos os dias, recusarem a evidência e até mesmo

dizerem: “Mesmo vendo eu não acredito, porque eu sei que é

impossível”? Se se recusam a reconhecer a verdade, é porque o seu

espírito não está amadurecido para compreendê-la, nem o seu

coração em condições de senti-la. O orgulho ainda lhes tapa a visão

e de que vale apresentar a luz a um cego?

Faz-se necessário, antes, curar a causa do mal. Eis porque Deus,

como hábil médico, primeiramente lhes confunde o orgulho. O

Pai não deixa abandonados seus filhos que se perdem pelo orgulho.

Sabe que, mais cedo ou mais tarde, seus olhos se abrirão para a

verdade. Quer, porém, que isso ocorra por um ato da própria

vontade desses seus filhos, quando, vencidos pelos tormentos da

incredulidade, eles venham, por si mesmos, lançarem-se nos braços

Divinos e, como o filho pródigo, busquem a conciliação paterna.
* fonte E.S.E. evangelho segundo o espiritismo cap VII itens 7-8-9-10

sábado, 16 de outubro de 2010

I tessalonicenses 5 ( 18 Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco )

Tu és o cristo filho do Deus vivo !!
disse Pedro respondendo a pergunta de Jesus,( e tu que dizes quem sou ?? ) segundo nossos irmãos mais experientes naquele
momento Pedro estava em jubilo ( sabe aquelas sensações  que sentimos de vez enquando aquilo que o dinheiro não pode comprar, sim esta era a sensação que ele sentia.) ou seja estava unificado ao Pai,
porem o mesmo mais para frente o negaria três vezes.
por que sera ? vou dar um exemplo bem simples, quando ficamos doentes com um quadro um pouco grave, parece que vamos partir desta para uma melhor, porem o fato não se deu, não era ainda nossa hora, claro não sabiamos disso ficamos muito agradecido realmente com a coração na mão de tanta alegria ou poderia dizer jubilosos. eu naõ sei quantos voltaram para agradecer Jesus depois que receberam a cura.
no meu caso: menos de meia hora depois ja estava eu de volta a minha propia realidade ( procurando defeito nos outros, realmente me vi nesta situação cheguei a conclusão quão longe estou nesta escala evolutiva) ( questão 96 do livro dos Espiritos )
96. São iguais os Espíritos, ou há entre eles qualquer hierarquia?
“São de diferentes ordens, conforme o grau de perfeição que tenham alcançado.”
as vezes eu fico pensando os Espiritos superiores ja passaram pelo que estamos passando. independente da classe em que estivermos, que que cada um de nós continue lutando  mesmo ainda com os defeito que temos não podemos esconder isto de nós mesmos, podemos dizer que (somos protegidos) dentro do limite de cada um, de acordo com a vontade do Pai, não esquecendo que o verdadeiro Amor cobre cobre a multidão de erros e pecados imagine quem devesse 1000 reais quitasse sua divida com apenas 50 reais, não dava um jeito de pagar rapidinho ??
então se ainda não atingimos a perfeição não desistamos não, os Espiritos superiores já passaram por isso tambem. só em saber isto ja nos conforta, então nada de corpo mole, vamos a luta e um bom combate para todos !!

domingo, 10 de outubro de 2010

A.E.D.E. associação espirita discipulo do evangelho 011 2440-9203 r. francisco foot nº 01 jd tranquilidade guarulhos sp


Exibir mapa ampliado
A.E.D.E. ( associaçao espirita discipulos do evangelho)

tel 11 2440-9203
r. francisco foot nº 1 jd tranquilidade guarulhos - sp
conjunto Habitacional Padre Bento
_____________________
seg/14:00/palestra e passes
19:00/palestra e passes
20:00/grupo de estudo aberto ao publico
____________________
ter/ 14:00/palestra,passes,e distribuiçao de ficha para fluido terapia
19:00/passes,palestra trabalho mediunico publico
____________________
quar/15:00/palestra,passes
19:00/1ºpalestra e passes
19:40/2ºpalestra e passes
____________________
quin/14:00/passes,palestra e trabalho mediunico publico
19:00/passes,palestra e trabalho mediunico publico
___________________
sex /14:30/passes,palestra
19:00/1ºpalestra,passes
19:40/2ºpalestra,passes
___________________
sab /09:00/passes,infancia,pre-mocidade e mocidade espirita
19:00/passes,palestra e trabalho mediunico publico
___________________
dom /19:00/passes,palestra
___________________
cursos


esta casa oferece,a todos os interessados,diversos cursos durante a
semana,visando o aprimoramento/conhecimento de que tanto necessitamos
cursos da area de ensino
o que é o espiritismo
basico de espiritismo 1º e 2º ano
educaçao mediunica 1º e 2º ano
aprendizes do evangelho 1º e2º ano
dirigentes e monitores para desenvolvimento pratico mediunico ( C.D.M  
Inicio dos Cursos favor ligar
________________
 o evangelho no lar


o evangelho no lar deve ser uma pratica a ser adotada como regra
salutar e higienizadora do ambiente familiar,por enquanto é ali,no seio
da familia que se encontra, como diz Emmanuel, O cadinho redentor de
almas endividadas
o evangelho no lar é uma escola, onde Jesus é o professor, os
participantes os alunos,e a boa nova a materia
deve se marcar um dia e hora da semana, respeitando-os como
compromissos assumidos ante o mestre e os amigos espirituais do lar. de
preferencia escolher o horario em que nao haja prejuizo para a reuniao.
convidar todas as pessoas que estao no lar,sem forçar sua presença.
crianças podem participar,desde que nao causem perturbaçoes a reuniao.
o evangelho no lar é um momento de confraternizaçao entre os
homens espiritos,sob a bandeira do Cristo.
_____________________
agua fluidificada


chamamos de agua fluidificada (magnetizada),pois, os
espiritos (medicos) colocam na agua remedios dos quais somos
necessitados,este trabalho é realizado durante as reunioes nos
Centros Espiritas, nas reunioes do evangelho no lar ou na cabeceira de
nossas camas quando estivermos em tratamento.
qualquer recipiente desde que devidamente limpo e insento de
impurezas pode ser usado para colocar a agua para ser fluidificada. quanto ao fechamento do vasilhame, tanto faz. A fim de
evitarmos contaminaçao sugerimos que deichemos o vasilhame fechado.
em caso de duvida procure a secretaria da casa

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

dai de graça o que de graça recebeste ( prestidigitador )

PRESTIDIGITADOR: artista ,que pela ligeireza das mãos, faz deslocar ou desaparecer objetos;
prestimano, magico , ilusionsta
___________________________________________________________________
 CAPÍTULO 8


O evangelho em Samaria

( At 26:9-11 )

1 E TAMBÉM Saulo consentiu na morte dele. E fez-se naquele dia uma grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém; e todos foram dispersos pelas terras da Judéia e de Samaria, exceto os apóstolos.

2 E uns homens piedosos foram enterrar Estêvão, e fizeram sobre ele grande pranto.

3 E Saulo assolava a igreja, entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, os encerrava na prisão.

4 Mas os que andavam dispersos iam por toda a parte, anunciando a palavra.

5 E, descendo Filipe à cidade de Samaria lhes pregava a Cristo.

6 E as multidões unanimemente prestavam atenção ao que Filipe dizia, porque ouviam e viam os sinais que ele fazia;

7 Pois que os espíritos imundos saíam de muitos que os tinham, clamando em alta voz; e muitos paralíticos e coxos eram curados.

8 E havia grande alegria naquela cidade.

9 E estava ali um certo homem, chamado Simão, que anteriormente exercera naquela cidade a arte mágica, e tinha iludido o povo de Samaria, dizendo que era uma grande personagem;

10 Ao qual todos atendiam, desde o menor até ao maior, dizendo: Este é a grande virtude de Deus.

11 E atendiam-no, porque já desde muito tempo os havia iludido com artes mágicas.

12 Mas, como cressem em Filipe, que lhes pregava acerca do reino de Deus, e do nome de Jesus Cristo, se batizavam, tanto homens como mulheres.



13 E creu até o próprio Simão; e, sendo batizado, ficou de contínuo com Filipe; e, vendo os sinais e as grandes maravilhas que se faziam, estava atônito.

14 Os apóstolos, pois, que estavam em Jerusalém, ouvindo que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João.

15 Os quais, tendo descido, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo

16 (Porque sobre nenhum deles tinha ainda descido; mas somente eram batizados em nome do Senhor Jesus).

17 Então lhes impuseram as mãos, e receberam o Espírito Santo.

18 E Simão, vendo que pela imposição das mãos dos apóstolos era dado o Espírito Santo, lhes ofereceu dinheiro,

19 Dizendo: Dai-me também a mim esse poder, para que aquele sobre quem eu puser as mãos receba o Espírito Santo.

20 Mas disse-lhe Pedro: O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro.

21 Tu não tens parte nem sorte nesta palavra, porque o teu coração não é reto diante de Deus.

22 Arrepende-te, pois, dessa tua iniqüidade, e ora a Deus, para que porventura te seja perdoado o pensamento do teu coração;

23 Pois vejo que estás em fel de amargura, e em laço de iniqüidade.

24 Respondendo, porém, Simão, disse: Orai vós por mim ao Senhor, para que nada do que dissestes venha sobre mim.

25 Tendo eles, pois, testificado e falado a palavra do Senhor, voltaram para Jerusalém e em muitas aldeias dos samaritanos anunciaram o evangelho

domingo, 22 de agosto de 2010

:: TV Mundo Maior : On-line

:: TV Mundo Maior : On-line

http://vlat1957.spaceblog.com.br/

Doutrina Espirita o Consolador Prometido por JESUS

O  Espiritismo faz nos lembrar tudo o que o Cristo Disse
cuidem para que não sejais tambem pegos combatendo contra Deus em um futuro bem proximo
os Doutores da Lei acreditavam estar agindo corretamente. ( será ? )
atentem para os dias de Hoje os que combatem o Espiritismo.
e reflitam meus irmãos para que não suceda o mesmo com voces, ainda é tempo
que Deus os abençoem a todos vós !!!!
façam como um bom detetive investiguem comprovem cada um individualmente
e vejam de que lado o espiritismo esta.
se ele nao estiver com Deus eu passo a seguir a vossa doutrina !!!
( não cumpra ordens a vida inteira,  meu rapaz! pense por voce mesmo!)
do filme ANTZ ( formiguinhas )

João XIV  de 15 a 31
15 Se me amais, guardai os meus mandamentos.


16 E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;

17 O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.

18 Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.

19 Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis.

20 Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós.

21 Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.

22 Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): SENHOR, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo?

23 Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.

24 Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.

25 Tenho-vos dito isto, estando convosco.
26 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.


27 Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.

28 Ouvistes que eu vos disse: Vou, e venho para vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para o Pai; porque meu Pai é maior do que eu.

29 Eu vo-lo disse agora antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis.

30 Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste mundo, e nada tem em mim;

31 Mas é para que o mundo saiba que eu amo o Pai, e que faço como o Pai me mandou. Levantai-vos, vamo-nos daqui.

Para Entender Jesus, é Necessário Ler: Kardec

vejamos o que aconteceu la no passado em:
ATOS 5 de 17 a 33 um Anjo livra os apostolo da prisao
ATOS 5 de 34 a 42 a intervenção de Gamamiel

Os apóstolos são milagrosamente tirados da prisão e dão testemunho perante o sinédrio. O conselho de Gamaliel
17 E, levantando-se o sumo sacerdote, e todos os que estavam com ele (e eram eles da seita dos saduceus), encheram-se de inveja,


18 E lançaram mão dos apóstolos, e os puseram na prisão pública.

19 Mas de noite um anjo do Senhor abriu as portas da prisão e, tirando-os para fora, disse:
20 Ide e apresentai-vos no templo, e dizei ao povo todas as palavras desta vida.


21 E, ouvindo eles isto, entraram de manhã cedo no templo, e ensinavam. Chegando, porém, o sumo sacerdote e os que estavam com ele, convocaram o conselho, e a todos os anciãos dos filhos de Israel, e enviaram ao cárcere, para que de lá os trouxessem.

22 Mas, tendo lá ido os servidores, não os acharam na prisão e, voltando, lho anunciaram,

23 Dizendo: Achamos realmente o cárcere fechado, com toda a segurança, e os guardas, que estavam fora, diante das portas; mas, quando abrimos, ninguém achamos dentro.

24 Então o sumo sacerdote, o capitão do templo e os chefes dos sacerdotes, ouvindo estas palavras, estavam perplexos acerca deles e do que viria a ser aquilo.

25 E, chegando um, anunciou-lhes, dizendo: Eis que os homens que encerrastes na prisão estão no templo e ensinam ao povo.

26 Então foi o capitão com os servidores, e os trouxe, não com violência (porque temiam ser apedrejados pelo povo).

27 E, trazendo-os, os apresentaram ao conselho. E o sumo sacerdote os interrogou,

28 Dizendo: Não vos admoestamos nós expressamente que não ensinásseis nesse nome? E eis que enchestes Jerusalém dessa vossa doutrina, e quereis lançar sobre nós o sangue desse homem.


29 Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens.


30 O Deus de nossos pais ressuscitou a Jesus, ao qual vós matastes, suspendendo-o no madeiro.
31 Deus com a sua destra o elevou a Príncipe e Salvador, para dar a Israel o arrependimento e a remissão dos pecados.



32 E nós somos testemunhas acerca destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem.


33 E, ouvindo eles isto, se enfureciam, e deliberaram matá-los.

34 Mas, levantando-se no conselho um certo fariseu, chamado Gamaliel, doutor da lei, venerado por todo o povo, mandou que por um pouco levassem para fora os apóstolos;

35 E disse-lhes: Homens israelitas, acautelai-vos a respeito do que haveis de fazer a estes homens,

36 Porque antes destes dias levantou-se Teudas, dizendo ser alguém; a este se ajuntou o número de uns quatrocentos homens; o qual foi morto, e todos os que lhe deram ouvidos foram dispersos e reduzidos a nada.

37 Depois deste levantou-se Judas, o galileu, nos dias do alistamento, e levou muito povo após si; mas também este pereceu, e todos os que lhe deram ouvidos foram dispersos.

38 E agora digo-vos: Dai de mão a estes homens, e deixai-os, porque, se este conselho ou esta obra é de homens, se desfará,


39 Mas, se é de Deus, não podereis desfazê-la; para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus.

40 E concordaram com ele. E, chamando os apóstolos, e tendo-os açoitado, mandaram que não falassem no nome de  JESUS  e os deixaram ir.

41 Retiraram-se, pois, da presença do conselho, regozijando-se de terem sido julgados dignos de padecer afronta pelo nome de Jesus.

sábado, 21 de agosto de 2010

Fermento Espiritual ( Fonte Viva nº 76 )

76


FERMENTO ESPIRITUAL



“Não sabeis que um pouco de fermento leveda a massa toda?” —Paulo. (1ª EPÍSTOLA AOS CORÍNTIOS, capítulo 5, versículo 6.)



O fermento é uma substância que excita outras substâncias, e nossa vida é sempre um fermento espi¬ritual com que influenciamos as existências alheias.

Ninguém vive só.

Temos conosco milhares de expressões do pensamento dos outros e milhares de outras pessoas nos guardam a atuação mental, inevitavelmente.

Os raios de nossa influência entrosam-se com as emissões de quantos nos conhecem direta ou indi¬retamente, e pesam na balança do mundo para o bem ou para o mal.

Nossas palavras determinam palavras em quem nos ouve, e, toda vez que não formos sinceros, é provável que o interlocutor seja igualmente desleal.

Nossos modos e costumes geram modos e costumes da mesma natureza, em torno de nossos passos, mormente naqueles que se situam em posição inferior à nossa, nos círculos da experiência e do conhecimento.

Nossas atitudes e atos criam atitudes e atos do mesmo teor, em quantos nos rodeiam, porqüanto aquilo que fazemos atinge o domínio da observação alheia, interferindo no centro de elaboração das forças mentais de nossos semelhantes.

O único processo, portanto, de reformar edificando é aceitar as sugestões do bem e praticá-las intensivamente, por intermédio de nossas ações.

Nas origens de nossas determinações, porém, reside a idéia.

A mente, em razão disso, é a sede de nossa atuação pessoal, onde estivermos.

Pensamento é fermentação espiritual. Em primei¬ro lugar estabelece atitudes, em segundo gera hábitos e, depois, governa expressões e palavras, através das quais a individualidade influencia na vida e no mundo. Regenerado, pois, o pensamento de um homem, o caminho que o conduz ao Senhor se lhe revela reto e limpo.

sábado, 24 de julho de 2010

atentem para jo V 37 e meditem sobre falar com Deus ou Deus falar com as pessoas

30 Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma. Como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou.


31 Se eu testifico de mim mesmo, o meu testemunho não é verdadeiro.

32 Há outro que testifica de mim, e sei que o testemunho que ele dá de mim é verdadeiro.

33 Vós mandastes mensageiros a João, e ele deu testemunho da verdade.


34 Eu, porém, não recebo testemunho de homem; mas digo isto, para que vos salveis.

35 Ele era a candeia que ardia e alumiava, e vós quisestes alegrar-vos por um pouco de tempo com a sua luz.

36 Mas eu tenho maior testemunho do que o de João; porque as obras que o Pai me deu para realizar, as mesmas obras que eu faço, testificam de mim, que o Pai me enviou.

37 E o Pai, que me enviou, ele mesmo testificou de mim. Vós nunca ouvistes a sua voz, nem vistes o seu parecer.

38 E a sua palavra não permanece em vós, porque naquele que ele enviou não credes vós.

39 Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;

40 E não quereis vir a mim para terdes vida.

41 Eu não recebo glória dos homens;

42 Mas bem vos conheço, que não tendes em vós o amor de Deus.

43 Eu vim em nome de meu Pai, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis.
44 Como podeis vós crer, recebendo honra uns dos outros, e não buscando a honra que vem só de Deus?


45 Não cuideis que eu vos hei de acusar para com o Pai. Há um que vos acusa, Moisés, em quem vós esperais.

46 Porque, se vós crêsseis em Moisés, creríeis em mim; porque de mim escreveu ele.

47 Mas, se não credes nos seus escritos, como crereis nas minhas palavras?

domingo, 27 de junho de 2010

REENCARNAÇÃO

Nao cumpra ordens a vida inteira meu rapaz, pense por voce mesmo ! veja trecho do filme no youtube ( ) Jesus disse : Há muitas moradas na casa do Pai. e nós estamos em uma delas ( Planeta Terra ) e que nao é o centro do universo. e ja se encontra em transformação para um mundo regenerador. Pensemos um pouco! como entender o que disse Jesus , Vós podeis fazer o que faço e muito mais. Então eu pergunto: afinal : reencarnação existe ou não? e Deus sendo FIÉL, ele estaria sendo justo conosco? Deus nao criaria seres imperfeitos e outros perfeitos, em sua sabedoria ele deve ter criado um meio para que pudessemos chegar nas mesmas condições que Jesus chegou. Seria a reencarnação?
Por acaso na escola entramos no prezinho e saimos ja doutores? Quando repetimos de ano, passamos para o proximo ano ou voltamos onde estavamos? A quem possa interessar Jesus disse mais ou menos assim: ( SE DIGO A VERDADE PORQUE NÃO CREDES ) questionem-se ! foram os que mais entendiam das leis que o mandaram para a cruz , e porque fizeram isso ? simplesmente por que temiam a verdade ! estao tentando fazer com o Espiritismo o que fizeram com Jesus.E para nosso consolo vejam o prefacio do E.S.E.(evangelho segundo o espiritismo) Os Espíritos do Senhor, que são as virtudes dos Céus, qual imensa
legião a movimentar-se sob as ordens do Senhor, espalham-se por sobre
toda a Terra, semelhantes a luzes que descem dos céus, dentro da
noite, vindo clarear o destino e abrir os olhos aos cegos.
Digo-lhe que são chegados os tempos.
Todas as coisas, daqui para diante, terão o seu sentido real
restabelecido, visando a dissipar as sombras, confundir os orgulhosos e
glorificar os justos.
As grandes vozes do Céu ressoam como o som de uma orquestra
e o coro de anjos a elas se une.
Você está convidado ao divino concerto.
Tome o seu instrumento e junte-se às nossas vozes, para que o
hino sagrado se espraie e vibre em todo o Universo.
Você, irmão a quem amamos, sinta-nos junto de seu coração.
Rogamos para que você vivencie o mandamento do Senhor:
“Amai-vos uns aos outros”.
No Amor, faremos a vontade do Pai Celestial e você, então,
poderá dizer, do fundo de seu coração: “Senhor! Senhor!” e poderá
entrar no reino dos Céus.
O Espírito da Verdade
Nota: Esta mensagem, recebida mediunicamente, resume o verdadeiro sentido do
Espiritismo e a finalidade desta obra também e, por isso, aqui é colocada como
prefácio.

domingo, 23 de maio de 2010

Morte ou vida ! afinal, o que é isso ? de que forma voce encara ?

Guarulhos 23 d Maio de 2010
Neste dia aprendi uma liçao que para mim foi bastante significativa e
ate me emocionei.
Uma pessoa muito especial falou nestes termos :
Hoje nós recebemos a visita de Deus!
sem entrar em muitos detalhes, resumindo foram duas pessoas da familia
que para nos poderiamos dizer morreram.
Sua forma de falar de uma simplicidade sem tamanho, reinterou:
nós estamos nesta terra ate quando Deus quiser, quanto esta parte eu ja sabia,mas foi a sua forma de falar que que me tocou fundo na alma !
e aqui faço um convite e para uma reflexao futura, para que quando acontecer tambem esta (perda) em nossa familia que possamos dizer:
Hoje Deus veio nos visitar!
esta frase aumenta-nos a esperança de que deve haver um outro sentido, a vida só deve continuar nunca acabar pois se Deus é eterno e nós somos seus filhos, com certeza nós tambem o somos !
muito obrigado alma querida Deus é por ti !

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

O QUE SAO VICIOS ( O que se pode Transformar ? ) 2ª aula reforma intima

Em verdade em verdade vos digo, todo homem que se entrega ao pecado é seu escravo ( jo , 8:34 )
_______________________________________________________
VICIOS :
FUMO
ALCOOL
GULA
ABUSOS SEXUAIS
_______________________________________________________
DEFEITOS:
ORGULHO
ODIO
VINGANÇA
MALEDICENCIA
IMPACIENCIA
_______________________________________________________
I PEDAGOGIA "EM SITUAÇAO"
- Como se posiciona hoje nossa sociedade perante os vicios ?
- Como tem sido a atuaçao do meios de comunicaçao ?
- Será que a sociedade atual age de forma critica no que diz respeito a todo tipo de abuso relacionado ao fumo e alcool ?
- O que pensam os jovens hoje com relaçao ao sexo e às drogas ?
Os meios de comunicaçao estao abertos, sem restriçoes á propaganda envolvente e maciça que induz a humanidade ao fumo, ao alcool, ao jogo, à gula e ao sexo. Nao existe a menor reaçao a tao perniciosos incentivos.
Ao contrario tornaram-se meios de motivaçao a uma sociedade meramente consumista, cujos produtos ( filmes, bebidas,revistas,cigarros, etc..)
cnstituem verdadeiros agentes contaminadores do comportamento moral do homem, induzindo-os ao viciamento de ideias pelo desejo de satisfaçao ilusorias. Cabe-nos, efetivavente, trazer tais menagens ao crivo da razao, e assumir uma postura critica diante desses grilhoes psicologicos a que somos induzidos.
II - OBJETIVOS
- No estado natural, tendo menos necessidade, o homem nao sofre todas tribulaçoes que cria para si mesmo num estado mais adintado. Que pensar da opiniao dos que consideram esse estado como o da mais perfeita felicidade terrena.?

- que queres ? É a felicidade do bruto. Ha pessoas que nao compreendem outra. É ser feliz a maneira dos animais. As crianças tambem sao mais felizes que os adultos.( L.E., 777 )

Devemos compreender razoavelmente as caracteristicas,as causas e consequencias do vicio e busccar meios para elimina-los.
Todos nos colhemos no sofrimento a sconsequencias amargas do vicio para iniciar o trabalho de auto-libertaçao, de auto-descondicionamento.
Comecemos por questionar: Sera que queremos realmente nos libertar,quais as razoes mais profundas que nos leva a iniciar este combate?

Como iniciar este combate ?
Primeiramente,para superarmos os vicios mais enraizados em nos,precisamos fortalecer a nossa vontade. Ninguem consegue vencer uma batalha sem determinaçao,sem testemunhoda vontade aplicada. Logicamente os tratamentos espirituais ajudam,mas combater as causas é uma conquista individual que deve ser cultivada paulatinamente.

III - CONTEUDO

1. QUAIS AS CAUSAS DO VICIO ?
O QUE SAO VICIOS ?

"A Natureza nao traçou o limite necessario a nossa propia organizaçao
( corpo humano ) ?
Sim, mas o homem é insaciavel. A Natureza traçou o limite de suas necessidades na sua organizaçao,mas os vicios alteraram a sua constituiçao e criaram ara ele necessidades artificiais" ( L.E.(livro dos espiritos) ,Nº 716 )

a) A IMAGINAÇAO

Pela imaginaçao penetramos os mais insondaveis terrenos das ideias. No entanto, a imaginaçao tem sido mal conduzida pelos homenstanto de modo consciente quanto por desejos inconscientes,levando-os a sofrimentos e outras consequencias graves. Pela sua imaginaçao o homem cria carencias, envolve-se nos prazeres e absorve-se nas sensaçoes. Cristalizam-se tais frutos da imaginaçao em habitos repetitivos,que por sua vez tornam-se condicionamentos,os quais passamos a incorporar comodamente sem reaçao contraria. Os vicios sao, portanto, necessidades artificiais que nossa propia consciencia criou, as quais nos apegamos.

b) DEPENDENCIA FISICA E PSIQUICA

"Todo homem que se entrega ao pecado é seu escravo" (jo.,8:34)

O organismo humano adapta-se a esses vicios e o psiquismo fixa-se nas sensaçoes. Na falta delas o propio organismo passa a exigir, em forma de dependencias,aas doses toxicas ou as cargas emocionais a que se habituara. A criatura nao consegue mais libertar-se, contaminabdo o corpo e a alma; torna-se, conforme as palavras de Jesus, escravo de si mesmo.

c) TENDENCIAS REECARNATORIAS

O perispirito guarda certos reflexos ou impregnaçoes magneticas pelas iantaçoes recebidas do propio corpo fisico e do campo mental. As tendencias se transportam, e nessas oprtunidades de libertaçao que nos sao oferecidas, sucumbimos aos mesmos vicios do passado. A Doutrina Espirita acrescenta, portanto,um componente reencarnatorio aos vicios, o que de certa forma esclare e os casos cronicos e patologicos.

d) INFLUENCIAÇAO DE MÁS COMPANHIAS

Por outro lado, raramente estamos sozinhos nos vicios. Temos a companhia daqueles que se comprazem conosco dos mesmos males, encarnados ou desencarnados, em maior ou menor identidade de sintonia. Por vezes entidades espirituais agem hipnoticamente n campo da imaginaçao, transmitindo as ondas envolventes das sensaçoes e dos desejos que alimentamos.

IV - CONCLUSAO

Jesus veio para recompor a vida, para libertar de todo tipo de mal, especialmente o tipo de mal que opera dentro de nós e nos torna escravo de nosso propios "pecados". Reforma Intima é libertaçao. No Evangelho vemos Jesus libertando varios tipos de doentes, do corpo e da alma. Os aflitos buscavam nele essa libertaçao: "Todos os que padeciam de algum mal se arrojavam a ele para o tocar" O mal que os aprisionava era vencido. Busquemos pois vivenciar Jesus em nosso intimo, em nosso intrior, para que tocados pelo seu amor possamos fortalecer nosso psiquismo e substituir toda "escrvidao" pela alegria intrior da libertaçao.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

5ª AULA PARTE ( A )CURSO PREPARATORIO DE ESPIRITISMO

Quem sabe um dia nas escolas publicas teremos exposiçoes sobre as religioes
cada religiao expondo sua doutrina e deixando as pessoas escolherem. qual a que mais lhe convem !? sem forçar as consciencias mas deixando realmente as pessoas escolherem, quem sabe um dia ?
________________________________________________________
AS CINCO ALTERNATIVAS DA HUMANIDADE
as alternativas da humanidade em relaçao ao mundo espiritual resultam das
seguintes doutrinas: Materialismo,Panteismo,Deismo,Dogmatismo e Espiritismo.
_______________________________________________________
DOUTRINA MATERIALISTA
A inteligencia do homem é uma propiedade da materia; nasce e morre com o organismo, O homem nada é antes,nem depois da vida corporal.
____________________________________________________

CONSEQUENCIAS: Tendo o homem apenas materia, oa gozos materiais sao as unicas coisas reais e desejaveis; as afeiçoes morais carecem de futuro; a morte quebra os laços morais sem remissao e para a miseria da vida nao ha compensaçao; o suicidio vem a ser o fim racional e logico da existencia, quando nao se pode esperar atenuaçao para os sofrimentos; o bem e o mal meras convençoes; por freio social, unicamente a força material da lei civil.
______________________________________________________

DOUTRINA PANTEISTA: o principio inteligente, ou alma, independente da materia, é extraido do todo universal; individualiza-se em cada ser durante a vida e volta, por efeito da morte, a massa comum, como as gotas de chuva ao oceano.
_____________________________________________________
CONSEQUENCIAS: Sem individualidade e sem consciencia de si mesmo o ser é
como se nao existisse. as consequencias morais desta doutrina sao exatamente as mesmas que as da doutrina materialista.
______________________________________________________
DOUTRINA DEISTA: O deismo compreende duas categorias de crentes: os deistas independentes e os deistas providencialistas.
Deus, dizem os independentes,estabeleceu as leis gerais que regem o Universo; mas, uma vez estabelecidas, estas leis funcionam por si so e aquele que as promulgou de mais nada se preocupa.
O deista providencialista cre nao so na existencia e no poder criador de
Deus na origem das coisas , como tambem cre na sua intervençao incessante na criaçao e a ele ora, mas nao admite o culto exterior e o dogmatismo atual.
_____________________________________________________
DOUTRINA DOGMATICA: A alma independente da materia. é criada por ocasiao
do nascimento do ser; sobrevive e conserva a individualidade apos a morte; desde esse momento, tem irrevogavelmente determinada sua sorte; nulos lhe serao quaisquer progresso ultriores; ela sera, pois por toda a eternidade,
intelectual e moralmente, o que era durante a vida. Sendo os maus condenados a castigos perpetuos e irremissiveis no inferno, completamente inutil lhes resulta todo arrependimento. Os casos que posssam merecer o ceu ou o inferno, por toda a eternidade, sao deixados à decisao e ao juizo de homens faliveis aos quais é dada a faculdade de absolver ou condenar.
__________________________________________________________
CONSEQUENCIAS: Esta doutrina deixa sem soluçao os graves problemas seguintes: -De onde vem as disposiçoes morais e intelectuais, inatas aos homens?
-Qual a sorte a sorte das crianças que morrem em tenra idade?
-qual a sorte dos idiotas que nao tem conscienca dos seus atos?
-Onde esta a justiça das enfermidades de nascença, uma vez que nao resultam de nenhum ato da vida presente?
-Qual a sorte dos selvagens e de todos os que forçosamente morrem no estado
de inferioridade moral em que foram colocados pela natureza, se nao lhes é dado proguedirem ultriormente?
-Por cria Deus umas almas mais favorecidas do que as outras?
-Por que criou Deus anjos em estado de perfeiçao sem trabalho, ao passo que que outras criaturas sao submetidas às mais rudes provaçoes em que tem maior
prodabilidade de sucumbir, do que de sair vitoriosas?
_______________________________________________________
DOUTRINA ESPIRITA: o principio inteligente idepende da materia. A alma individual preexiste e sobrevive ao corpo. O ponto de partida ou de origem e o mesmo para todas as almas, sem exeçao; todas sao criadas simples e ignorantes e sujeitas ao progresso indefinido. Nada de criaturas privilegiadas e mais favorecidas do que outras. os chamados anjos sao seres que chegaram a perfeiçao, depois de haverem passado, como todas as criaturas, por todos os graus de inferioridades. As almas ou Espiritos progridem mais ou menos rapidamente, pelo uso do livre-arbitrio, pelo trabalho e pela boa vontade.
A vida espiritual é vida normal. O Espirito prigride no estado corporal e no estado espiritual.
As crianças que morrem em tenra idade podem ser Espiritos mais ou menos adiantados, poquanto ja viveram outras existencias em que praticaram o bem ou cometeram açoes más.
A alma dos idiotas é da mesma natureza que a de qualquer outro encarnado; possuem muitas vezes grande inteligencia, da qual abusaram em existencia preteritas e aceitaram voluntariamente a situaçao de impotencia para usa-la, a fim de expiarem o mal praticaram.
_______________________________________________________
PRINCIPIOS BASICOS: A doutrina espirita, tem por principios basicos:
-A preexistencia da alma ao nascimento e sua sobrevivencia apos a morte do corpo fisico, com um corpo espiritual ou perispirito.
-Pluralidade das existencia e justiça das afliçoes.
-Progressao dos Espiritos.
-Comunicaçao com os Espiritos desencarnados e a intervençao destes no mundo corporeo.
_____________________________________________________
ALTERNATIVAS: Em resumo, quatro alternativas se apresemtam ao homem, para o seu futuro alem-tumulo; 1º)o nada,segundo a doutrina materialista; 2ª)a absorçao no todo universal, segundo a doutrina panteista; 3ª) a conservaçao da individualidade, com fixaçao definitiva da sorte, segundo a doutrina dgmatica; 4ª) a conservaçao da individualidade, com o progresso infinito, segundo a doutrina espirita.
De acordo com as duas primeiras, os laços de familia sao rompidos pela morte e nao ha nenhuma esperança de se reencotrarem; com a terceira, ha possibilidades de se reverem, desde que estejam no mesmo meio, podendo ser esse meio o inferno ou paraiso; com a pluralidade das existencias, que é inseparavel do progresso gradual, existe a certeza da continuidade das relaçoes entre os que se amam, e isso o que constitui a verdadeira familia
_________________________________________________________
ESPIRITISMO E ESPIRITUALISMO: Espiritualista é aquele que segue uma doutrina oposta ao materialismo. Quem cre haver em nos alguma coisa alem da materia é espiritualista, o que nao implica na crença nos Espiritos e nas suas manifestaçoes.
Espiritismo é a doutrina revelada por Espiritos Superiores, por meio de mediuns, e organizada por Allan Kardec, que diz na Introduçao ao Livro dos Espiritos: portanto se adotei as palavras Espiritismo e Espiritualismo, é por que elas exprimem sem equivoco, as ideias relativas aos Espiritos.
Todo Espirita é, necessariamente espiritualista sem que todos os espiritualista sejam espiritas. Podem ser chamados de Espiritas aqueles que professasm a Doutrina Espirita, que é filosofia, ciencia e religiao.
________________________________________________________
CODIFICAÇAO ESPIRITAS: A Doutrina Espirita esta contida nas obras basicas: O Livro dos Espiritos ( paris 18 abril de 1857); o lvro dos Mediuns
( Paris 15 de janeiro de 1861); O Evangelho Segundo o Espiritismo( Paris abril de 1864); O Céu eo Inferno ou a Justiça de Deus Segundo o Espiritismo(Paris 1 de agosto de 1865); A Genese,os Milagres e as Prediçoes Segundo o Espiritismo ( Paris 6 de janeiro de 1868); Obras Postumas ( Paris 1860)

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

topico do livro ( Os Dragoes ) o diamante no lodo nao deixa de ser diamante

pag 235/236/237 : quando Jesus tomou medidas para mudar o curso dos acontecimentos
na terra,em pleno seculo XV, depositou sobre o solo virgem do Brasil, ainda nao descoberto a esse tempo, a missao de educar espiritualmente os povos.
O transporte da arvore evangélica é o amplexo da misericrdia divina que chama ao trabalho todos aqueles que dele dependem para seu propio soerguimento consciencial. Sao quinhentos anos de preparo. Medidas tomadas pelo propio Cristo visando aos tempos de regeneraçao da humanidade. Pder-se-ia indagar:
poe que o Mais Alto nao chamaou espiritos de larga envergadura moral para essa tarefa? Vamos recorrer as anotaçaoes inspiradas de Allan Kardec, que dizem: todas as faculdades sao favores pelos quais deve a criatura render graças a Deus, pois que homens há privados delas.Poderia igualmente perguntar poe que concede Deus vista magnifica a malfeitores destreza a gatunos,eloquencia aos que dela se servem para dizer coisas nocivas. O mesmo
se dá com a mediunidade. Se ha pessoas indignas que a possuem, e que disso
precisam mais do que as outras, para se melhorarem. Pensa que Deus recusa meios de salvaçao aos culpados? Ao contrio,multiplica-os no caminho que eles percorrem; poe-nos nas maos deles. Cabe-lhes aproveita-los. Judas, o (traidor)
nao fez milagres e nao curou doentes como apostolo? Deus permitiu que ele
tivesse esse dom, para mais odiosa tornar aos seus propios olhos a traiçao
que praticou.
Se o mal se organiza pelo força dirigida para a violencia,o bem reune igualmente poder para agir em favor da sua proliferaçao. Quanto mais a consciencia humana esta tombada sob os escombros da culpa e do erro,mais tem
de haver misericordia para que o Espirito encontre dentro de si mesmo uma restia de energia para descobrir seu destino sublime.
A misericordia é a expressao exelsa do Amor Paternal de Deus.
Sem ela, como avançar?
OBS: na verdade este topico faz referencia ao livro dos Mediuns a questao 226-Nº2 ei-la
2ª Sempre se há dito que a mediunidade é um dom de Deus, uma graça, um
favor. Por que, então, não constitui privilégio dos homens de bem e por que se vêem
pessoas indignas que a possuem no mais alto grau e que dela usam mal?
"Todas as faculdades são favores pelos quais deve a criatura render graças a
Deus, pois que homens há privados delas. Poderias igualmente perguntar por que
concede Deus vista magnífica a malfeitores, destreza a gatunos, eloqüência aos que dela se
servem para dizer coisas nocivas. O mesmo se dá com a mediunidade. Se há pessoas
indignas que a possuem, é que disso precisam mais do que as outras, para se
melhorarem. Pensas que Deus recusa meios de salvação aos culpados? Ao contrário,
multiplica-os no caminho que eles percorrem; põe-nos nas mãos deles. Cabe-lhes
aproveitá-los. Judas, o traidor, não fez milagres e não curou doentes, como apóstolo?
Deus permitiu que ele tivesse esse dom, para mais odiosa tornar aos seus próprios olhos
a traição que praticou.
________________________________________________________________________

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

TOPICO DA PARABOLA RICO E LAZARO

parabola do rico e lazaro
apenas um topico :"ele replicou: Pai, eu te rogo, entao que os mande a casa do meu Pai ( pois tenho cinco irmaos ) para os avisar a fim de nao suceder virem eles tambem para este lugar de tormento! Mas Abraao lhe disse: Eles
tem Moises e os profetas; ouçam-nos. Respondeu ele: Pai Abraao mas se alguem for ter com eles dentre os mortos, hao de arrepender, Replicou-lhe Abraao: se
nao ouvem a Moises e aos profetas tampouco se deixarao persuadir, ainda que ressucite alguem dentre os mortos" (lucas, cap XVI v 19-31 )
____________________________________________________________________________ em uma das obras de Andre Luiz, o 2º da serie ( os Mensageiros caps 21-22-23 ) psicografado por F.C.X.
meus irmaos! uns dizem que quando morremos nada sabemos,outros dizem que os mortos nao falam ou nada sabem. que apenas (Dormem)aguardando o dia do juizo ou do julgamento final.
vejam porem nestes tres capitulos o que diz nosso irmao Andre Luiz
em relaçao a este assunto: vc pode baixar para ler aqui mesmo neste blog
em (baixar livros espiritas varios)

MEDIUNIDADE E PSICOTERAPIA

MEDIUNIDADE E PSICOTERAPIA (FONTE: FEESP DO LIVRO CURSO DE EDUCAÇAO MEDIUNICA
2º ANO PARTE ( B )
______________________________________________________________________________
psicoterapia: tratamento de doenças por metodos psicologicos como a persuasao, sugestao, hipnose e psicanalise e os processos que dela derivam. A finalidade da psicoterapia é restabelecer o, equilibrio emocional perturbado,. diz Emmanuel:
os mediuns como elementos de ligaçao entre a vida espiritual e o plano fisico serao sempre solicitados a dar uma palavra orientadora nas questoes multiformes que afetam as pessoas que os procuram dai a indicaçao de exercitarem alguns principios de psicoterapia e relaçoes humanas. a intensa vida moderna, na terra, generalizou a carencia de roteiros, planos, programas e observaçoes para as criaturas deprimidas, timidas, ceticas, recalcadas,frustradas em geral. na verdade, inicia-se o esforço na tarefa mediunica pelo passe pela psicofonia pela psicografia ou pelas formas variadas de assistencia aos sofredores da alma e do corpo; estudam-se algumas atitudes que favoreçam a manifestaçao das entidades amigas, no auxilio a terceiros, pelo conselho simples e natural.
_________________________________________________________________________________
Paciencia e perseverança no bem devem estar conjugadas constantemente na expressao na boa vontade.
_________________________________________________________________________________
Nao demonstre estranheza ou perplexidade ante as revelaçoes ouvidas, para que nao esmoreça a confiança do coraçao que se abre a voce.
_________________________________________________________________________________
Predisponha-se, com todos os recursos de seu campo mental, à simpatia pelos irmaos que lhe pedem a opiniao, sem mostrar-se superior.
_________________________________________________________________________________
Cultive invariavel atençao perante as confidencias alheias, testemunhando o maior interesse afetivo pela soluçao dos problemas do interlocutor, seja ele quem for.
_________________________________________________________________________________
Envide esforços para que a criatura exponha em pormenores e calmamente o caso que lhe motiva a preocupaçao, afim de que possa ajuda-la, atraves da mais ampla visao dos fatos
_________________________________________________________________________________
Evite julgar ou censurar, precipitadamente, quem confia em voce, mesmo com reprovaçoes inarticuladas.
_________________________________________________________________________________
Restrinja as indagaçoes aos assuntos e momentos absolutamente necessario.
_________________________________________________________________________________
Pesquise os postulados basicos do Espiritismo, argumentando as ocorrencias em exame sob o crivo do discernimento espirita e exaltando a responsabilidade pessoal ante a existencia eterna.
_________________________________________________________________________________
Sempre que possa, indique um nucleo de serviço espiritual compativel com as afinidades e necessidades da pessoa que comparece em busca do concurso fraterno.
_________________________________________________________________________________
Resguarde em segredo aquilo que nao deva ser revelado, mantendo discriçao e respeito para com todos os nossos irmaos em experiencias.
_________________________________________________________________________________
Jamais force resoluçoes taxativas, nesse ou naquele sentido, mas exponha os varios caminhos possiveis, com suas consequencias provaveis, e deixe que o livre-arbitrio dos companheiros escolha o que mais lhe convenha.
_________________________________________________________________________________
Sustente equilibrio, entendimento e bondade em suas manifestaçoes, para que a autoridade moral e espiritual lhe favoreça o trabalho.
_________________________________________________________________________________
Leia, constamtemente, para melhorar seus processos de analises das almas e suas tecnicas de expor as soluiçoes mais justas, conforme o seu modo de entender.
_________________________________________________________________________________
Sobretudo, saiba que sao inimajinaveis as possiblidades de socorro de um encarnado confiante no Alto e consciente de seus recursos intimos, quando ligados aos bons Espiritos que nos estendem a inspiraçao e o amparo da Vida Superior.
bibliografia: ESTUDE E VIVA, item 31-- Emmanuel
_________________________________________________________________________________
Psicologia: ciencia que estuda a personalidade humana atraves de uma analise do comportamento dos seres vivos. É a ciencia dos fenomenos psiquicos e do comportamento.

DONS MEDIUNICOS OU FERRAMENTAS ?

PSICOGRAFIA_PSICOFONIA_VIDENCIA_RECEITISTA_MEDIUM DE EFEITOS FISICOS_DOUTRINADOR.
______________________________________________________________________________
para os que desejam desenvolver a (PSICOGRAFIA), aconselhamos a começar escrevendo pequenos bilhetes de incentivo a familiares, amigos. colegas de trabalho, aproveitando a motivaçao de um aniversario de uma data festiva, de um exame bem sucedido, recuperaçao de saude, etc. depois passa-se a escrever cartas mais longas para doentes crônicos, pessoas que vivem sosinhas, presidiarios e outras circunstancia. pouco a pouco os bons espiritos estarao intuindo-o cada vez que for escrever. talves voce nao publique grandes livros e nem mesmo pequenas mensagens avulsas, mas sera muito util. ( Amilcar Del Chiaro Filho )

________________________________________________________________________________

se a mediunidade a ser desenvolvida for a ( FALANTE ou PSICOFONICA ), começe falando coisas bonitas. nao fale palavroes, nao pragueje, nao ironize tenha sempre palvras de harmomia, de paz, de esclarecimento. conforte os sofredores, oriente os desorientados e a brave tempo os bons espiritos estarao ao seu lado sempre que precisar falar. talvez voce nao faça grandes oratorias, mas sera sempre abençoado por todos ( Amilcar Del Chiaro Filho )

_______________________________________________________________________________

se aspira a (VIDENCIA ), preste atençao nos belissimos paineis da natureza. valorize o sorriso de uma criança e o andar tremulo de uma velhinha. veja a beleza da vida e valorize-a. olhe o ceu, as estrelas,a luz urgentea da lua o ouro do sol........ ( Amilcar Del Chiaro FIlho )

________________________________________________________________________________

se a mediunidade aspirada for a ( RECEITISTA ),leve uma pessoa carente ao medico e pegue aquela receita assinada por um profissional e compre o remedio para o necessitado. é um bom começo. outros modos aparecerao em breve. porem se voce deseja impor as maos para curar, antes disso ajude alguem alguem. de um banho num enfermo, faça-lhe a barba, converse com ele. faça-lhe companhia, leia para o paciente, cante uma musica, toque um instrumento, faça uma prece ( Amilcar Del Chiaro Filho )

________________________________________________________________________________

se voce sonha desenvlover a mediunidade de ( EFEITOS FISICOS,, MATERIALIZAR ESPIRITOS ), lembre-se que a melhor, mas bela e util materializaçao de um espiritos é atraves do seu renascimento na terra, seja pai ou mae responsavel. ame seus e os filhos de ninguem, especialmente os filhos do calvario. eduque-os, ilumine-os com seu amor. ( Amilcar Del Chiaro Filho )

_______________________________________________________________________________

se voce quer ser um bom ( DOUTRINADOR, OU DIREGENTE DE SESSAO ), aprenda a falar do amor de Deus, do perdao, da bondade. seja otimista e fale com otimismo. nao faça cobranças morais. nao deixe envolver pelo desanimo. intensifique a fé. valorize a vida. ame com amor. experimente! talvez voce nao venha ter nenhuma notoriedade, nem seu nome escrito em letras de forma nos jornais, mas sentira uma satisfaçao intima insubstituivel. ( Amilcar Del Chiar Filho )

domingo, 24 de janeiro de 2010

ATIVIDADES DO A.E.D.E. 11 2440-9203

A.E.D.E. ( associaçao espirita discipulos do evangelho)
tel 11 2440-9203
r. francisco foot nº 1 jd tranquilidade guarulhos - sp
conjunto Habitacional Padre Bento
___________________________________________________________________________
seg/14:00/palestra e passes
19:00/palestra e passes
___________________________________________________________________________
ter/ 14:00/palestra,passes,e distribuiçao de ficha para fluido terapia
19:00/passes,palestra trabalho mediunico publico
___________________________________________________________________________
quar/15:00/palestra,passes
19:00/1ºpalestra e passes
19:30/2ºpalestra e passes
___________________________________________________________________________
quin/14:00/passes,palestra e trabalho mediunico publico
19:30/passes,palestra e trabalho mediunico publico
___________________________________________________________________________
sex /14:30/passes,palestra
19:00/1ºpalestra,passes
19:40/2ºpalestra,passes
___________________________________________________________________________
sab /09:00/passes,infancia,pre-mocidade e mocidade espirita
19:00/passes,palestra e trabalho mediunico publico
___________________________________________________________________________
dom/ 09:00 palestra,passes
19:00/passes,palestra

___________________________________________________________________________
cursos
esta casa oferece,a todos os interessados,diversos cursos durante a
semana,visando o aprimoramento/conhecimento de que tanto necessitamos
___________________________________________________________________________
cursos da area de ensino
preparatorio de espiritismo
basico de espiritismo 1º e 2º ano
educaçao mediunica 1º e 2º ano
aprendizes do evangelho 1º e2º ano
dirigentes e monitores para desenvolvimento pratico mediunico ( C.D.M )
inicio de curso ver quadro de aviso
___________________________________________________________________________
o evangelho no lar
o evangelho no lar deve ser uma pratica a ser adotada como regra
salutar e higienizadora do ambiente familiar,por enquanto é ali,no seio
da familia que se encontra, como diz Emmanuel, O cadinho redentor de
almas endividadas
o evangelho no lar é uma escola, onde Jesus é o professor, os
participantes os alunos,e a boa nova a materia
deve se marcar um dia e hora da semana, respeitando-os como
compromissos assumidos ante o mestre e os amigos espirituais do lar. de
preferencia escolher o horario em que nao haja prejuizo para a reuniao.
convidar todas as pessoas que estao no lar,sem forçar sua presença.
crianças podem participar,desde que nao causem perturbaçoes a reuniao.
o evangelho no lar é um momento de confraternizaçao entre os
homens espiritos,sob a bandeira do Cristo.
___________________________________________________________________________
agua fluidificada
chamamos de agua fluidificada (magnetizada),pois, os
espiritos (medicos) colocam na agua remedios dos quais somos
necessitados,este trabalho é realizado durante as reunioes nos
Centros Espiritas, nas reunioes do evangelho no lar ou na cabeceira de
nossas camas quando estivermos em tratamento.
qualquer recipiente desde que devidamente limpo e insento de
impurezas pode ser usado para colocar a agua para ser fluidificada. quanto ao fechamento do vasilhame, tanto faz. A fim de
evitarmos contaminaçao sugerimos que deichemos o vasilhame fechado.
em caso de duvida procure a secretaria da casa
___________________________________________________________________________

EXTRAIDO DO LIVRO FONTE VIVA

fonte viva

1
ANTE A LIÇÃO

“Considera o que te digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo.” — Paulo. (2ª EPÍSTOLA A TIMÓTEO, capítulo 2, versículo 7.)

Ante a exposição da verdade, não te esquives à meditação sobre as luzes que recebes.
Quem fita o céu, de relance, sem contemplá-lo, não enxerga as estrelas; e quem ouve uma sinfonia, sem abrir-lhe a acústica da alma, não lhe percebe as notas divinas.
Debalde escutarás a palavra inspirada de pre¬gadores ardentes, se não descerrares o coração para que o teu sentimento mergulhe na claridade bendita daquela.
Inúmeros seguidores do Evangelho se queixam da incapacidade de retenção dos ensinos da Boa Nova, afirmando-se ineptos à frente das novas revelações, e isto porque não dispensam maior trato à lição ouvida, demorando-se longo tempo na provin¬cia da distração e da leviandade.
Quando a câmara permanece sombria, somos nós quem desata o ferrolho à janela para que o sol nos visite.
Dediquemos algum esforço à graça da lição e a lição nos responderá com as suas graças.
O apóstolo dos gentios é claro na observação.
“Considera o que te digo, porque, então, o Senhor te dará entendimento em tudo.”
Considerar significa examinar, atender, refletir e apreciar.
Estejamos, pois, convencidos de que, prestando atenção aos apontamentos do Código da Vida Eterna, o Senhor, em retribuição à nossa boa-vontade, dar-nos-á entendimento em tudo.